sexta-feira, 21 de maio de 2010

22° Pedido de desculpas (3° Pessoa)

Nem sei como pedir desculpas...
É que meu pc tava com frescura, toda vez que eu tentava postar travava. Paracia praga.
Milhões de desculpas...
Respondendo aos comentarios:
eternamente zanessa: Obrigadú
Baby Mc: Valew amor...é vc tem razão ele são fofos juntos
Carollinie:Brigadão
Manda: AIII, vc me emociona as vezes. Obrigado mesmo...ty adolú
Anônimo 1:Bom eu tenho 16 anos, tô velhinha...Nossa vc leu tudo num dia???como conseguiu???
Anônimo2: Valew, eu matar sua curiosidade, tá aqui o cap
Agora o cap, antes qe vcs me matem:

- Zac – David chamou com uma voz dura
- Que? – Perguntou entediado
- Recebi OUTRA queixa de você na escola – David falou – Quantas vezes eu vou precisar passar por isso? Me avise, assim já vou me preparando
- Eu não sei – Zac debochou – Ultimamente ando descobrindo muitas coisas na minhas detenções
- Eu não to brincando Zac – David repreendeu – Você não é mais uma criança pra ficar fazendo esse tipo de coisa. Você já é um homem
- Você notou? – Zac disse irônico – Nossa, fico surpreso que tenha reparado
- Por que essa ironia?
- Ultimamente você não enxerga nada – Zac acusou
- Do que você ta falando? – David exigiu
- Eu to falando da sua filha – Zac disse alto – Faz quase um ano que ela mora aqui com agente, e ela ainda te vê como um estranho
- Isso é normal – David justificou – Quando a mãe dela morreu ela nem me conhecia
- Ela também não me conhecia – Zac disse exasperado – E nem por isso eu evito a garota. Será que você não vê que ela precisa de um pai, e não de um monte de empregados que ficam com ela só por causa do salário
- Ela sabe que tem a mim – David se defendeu
- Sabe? – Zac duvidou – Qual foi a ultima vez que você a colocou pra dormir? Ou levou ela pra escola? Você pelo menos a viu hoje?

David ficou calado.

- Essa menina ta crescendo sem conhecer você. Um dia quando você menos se tocar ela vai estar crescida, e vai embora dessa casa, assim como eu vou fazer um dia
- Então por que ainda não foi? – David desafiou
- Porque eu quero impedir que você faça com essa garota o que você e minha mãe fizeram comigo – Zac atirou

David ficou serio

- Eu sei como é se sentir rejeitado por dentro. Como é ter pais como vocês, e eu quero que a Verônica nunca passe por isso – Zac disse
- O que eu e sua mãe fizemos não foi certo mais...
- Nem continue – Zac o cortou – Eu já conheço essa história, e não quero ouvir essas suas desculpas esfarrapadas de novo. A cada dia que passa eu sinto mais nojo de você.

David ficou calando novamente. Ele sabia que Zac não gostava nenhum pouco dele. Mais aquela palavras estavam causando dor nele.

- As vezes os pais cometem muitos erros – David falou sem encarar o filho nos olhos. Mais mesmo assim falava com o coração – Eu e sua mãe cometemos vários. Um deles foi ter deixado o nosso casamento ter ido tão longe, mesmo sabendo que não nos amávamos mais

Zac deixou uma gargalhada voar solta pelo corredor

- Como se algum dia vocês tivessem gostado um do outro – Zac disse sarcástico – vocês foram obrigados a casar por minha causa. E permanecerão só por causa do dinheiro. Não havia amor, só interesse. E eu sempre ficava ali no meio, tentando entender por que minha família não era como toda família normal, ai eu cresci e percebi que a culpa toda era do dinheiro. Depois minha mãe completou tudo naquele dia.

David abaixou mais a cabeça. Relembrando

- Se você não quiser que a Verônica sinta o mesmo desprezo que eu sinto por você?! – Zac disse de uma forma profunda – É melhor tentar ser um pai para ela, por que um “bom pai” está fora de alcance pra você. Talvez ela tenha piedade, por causa do seu esforço

Zac virou e foi andando, sem objeção do pai. Mais uma coisa fez ele se virar e encarar ele.

- Eu só quero saber uma coisa – Zac disse olhando o pai nos olhos, azuis idênticos – Por que você nunca me contou que também era jogador de basquete na mesma escola que eu?

David ficou surpreso

- Como você soube disso? – Perguntou
- Hoje eu tive que limpar os troféus, e um deles tinha seu nome – Zac disse, sua voz pesada, cheia de amargura – Por que nunca me contou isso? Mesmo sabendo o quanto significava pra mim?

David abaixou a cabeça

- Não gosto de lembrar dessa época? – Sussurrou
- Por que?

David olhou para o filho com remorso

- Me diga – Zac ordenou, sabendo que ia se arrepender depois – Por favor, chega de mentiras

- Quando eu ganhei o campeonato, eu e sua mãe estamos namorando, nós bebemos muito naquela noite. Fizemos muitas besteiras... - David hesitou, olhando pra filho
- Fala – Zac ordenou, sabendo o que vinha depois
- Foi naquela noite que a sua mãe ficou grávida de você.

O estomago de Zac deu voltas. Então era por isso que ele não queria ficar com o troféu. Por que Ele não gostava de lembrar dessa época. Por que foi quando eles fizeram e besteira de ter um filho adolescentes.
Zac fechou os olhos com força. Desejando com todas as forças que seu pai não tivesse dito aquilo.

- Agora você entende por que ainda estou aqui? – Zac disse numa voz que não era dele.

Ele abril os olhos e olhou para o pai com todo ódio que podia

- Você entende por que eu me redobro em dois pra cuidar da Verônica? – Zac desafiou – Eu simplesmente não vou permitir que você faça “isso” com ela

Zac deu as costas para o pai, o deixando sozinho

Enquanto isso com Lindsay...

Ela estava no seu quarto, assistindo TV. Quando a governanta da casa entrou com uma bandeja nas mãos

- Seu lanche – Isabel disse, colocando em cima da cama
- Desde quando você cerve – Lindsay perguntou olhando torto pra ela – Cadê as outras empregadas?
- Todas tem medo de você – Isabel respondeu ajeitando a bandeja – Fico com pena de manda lãs, então eu mesmo venho

Lindsay riu

- Aquelas idiotas
- Não fale assim – Isabel advertiu
- Eu falo como eu quiser – Lindsay disse, mudando o canal da TV

Isabel tomou o controle das mãos dela

- Ei – Lindsay se queixou
- Você pode falar como quiser na sua escola, com seu pai, com os outros empregados, mais comigo moçinha você anda na linha. Não se esqueça quem foi que passou talco no seu bumbum quando era bebê
- Quer parar de me lembrar disso? – Lindsay reclamou
- Eu te criei como uma filha, te dei todo o amor que tinha – Isabel disse – Então tenho todo direito de ter dar um bom puchão de orelhas quando quiser
- Meu pai não ti paga pra isso – Lindsay defendeu-se
- Não – Isabel concordou – Eu faço isso por que me importo com você

Lindsay ficou calada. Ela sabia que Isabel gostava dela, sem interesse ou falsidade

- Desculpa – Lindsay disse, com muito esforço
- Tudo bem – Isabel sorriu – Você sempre foi rebeldizinha, desde pequena, mais eu te amo mesmo assim.
- Por que? – Perguntou inconformada

Isabel deu de ombros

- Uma mãe não consegue explicar por que ama seu filho

Lindsay a abraçou. Isabel era uma das únicas pessoas por quem Lindsay demonstrava sentimento verdadeiro

- Te amo – Lindsay disse assim que soltou ela
- Também – Isabel disse – Agora eu tenho que ir trabalhar, como todo seu lanche
- Pode deixar

Isabel saiu do quarto, Lindsay comeu um pouco de tudo
Ela desligou a TV. E pegou seu laptop e entrou no site da escola, foi direto na enquetes, primeiro ela foi na enquetes dos garotos mais gatos
Zac ainda era o primeiro

- Nenhuma novidade – Ela disse irônica

Ela viu alguns rostos conhecidos, a maioria era do time de basquete. Ela parou no numero 15 e olhou bem


- Mais um do grupo da Ash – Reclamou – Não agüento mais.

Ela olhou o Taylor bem e depois admitiu

- Pior que ele é um gato

Ela foi pra meninas e viu o nome da Avril em primeiro


- Essa vadia – xingou

Ela procurou por ela mesma e só foi encontrar no numero 23


- Não acredito que eu deci tanto – Ela disse furiosa – Isso não vai ficar assim

Ela continuou olhando, e ficou abismada quando viu onde estava a Vanessa

- Ela subiu do 52 para o 39 em duas semanas




Lindsay fechou o laptop com ódio. E tentou se acalmar

Seu célula tocou. Era Paris

*Ligação*

- Oi Paris
- Oi Lindsay, tudo bem
-Acho que sim – Respondeu indiferente
- Eu só liguei pra avisar que o seu baile já esta praticamente pronto
- Que maravilha – Lindsay disse – Você é bem eficiente, já fez quase tudo em duas semanas.
- Obrigado – Paris disse satisfeita – E ai, já sabe com quem você vai?
- Não sei – Declarou desapontada – Com o Zac com certeza não vai ser possível, tenho que achar alguém a altura.
- Por exemplo – Lindsay pressionou
- Tenho alguém em mente – Ela sorriu
- Vai me deixar na curiosidade – Paris perguntou
- Em breve você vai saber. E você vai com quem? só faltam duas semanas
- Ainda não sei – Paris confessou – Quem você me sugere?
- Um jogador de basquete
- Você tentar seduzir algum – Paris prometeu – Mudando de assunto, quando é que o nosso novo grupo vai aparecer?
- Amanhã mesmo. A escola inteira vai ver do que eu sou capaz

Paris deu um sorriso.

No outro dia...

Como sempre havia uma aglomeração na frente da escola. Faltando alguns minutos antes da aula, todos estavam com seus amigos, cada um no seu grupo. Divididamente. Como sempre
Todos do grupo da Ash estavam no gramado conversando, brincando. Tay estava com eles. Sentada ao lado do seu namorado

Vanessa olhava disfarçadamente para os lados para ver se conseguia ver o Zac chegando
Mais não foi muito difícil, vê ló chegar. Assim que saiu do seu luxuoso carro, suando o casaco preto e óculos escuros. Foi encarado por todos. Sempre roubando a atenção de todos.

Os olhares se voltaram mais ainda enquanto ele caminhava em direção deles.
Zac parou de frente com Robert. Em menos de um segundo todos tinham se levantado, Taylor já estava ao lado de Robert preparado.

- Calma – Zac disse sereno – Eu trago Bandeira branca

Todos o encaram. Vanessa estava alarmada, com medo do que podia vir

- O que você quer? – Robert perguntou da forma mais grossa que pode
- Vim pedir desculpas

Taylor deixou sair um pigarro sarcástico

- Você pedindo desculpas? – Taylor zombou – O que você vai ganhar com isso?
- Nada – Zac respondeu sinceramente – Mais eu sei o que eu posso perder.

Zac deu uma rápida olhada em Vanessa.

- Eu não vou mentir pra vocês – Zac disse, lutando para conseguir se abrir, e ser mais sincero possível – Eu já senti muita raiva de grupo. Inveja. Por que vocês não estão juntos por causa do jeito, ou por que fazem o mesmo esporte, ou por que usam o mesmo tipo de roupa. Eu tinha raiva disso, por que eu não conseguia fazer o mesmo com meus amigos. E depois eu perdi um dos meus melhores amigos pra vocês.

Zac não desviou o olhar, mais todo mundo ali sabia que ele estava falando do Kaio.

- Mais eu acho que no fundo, ele foi o único do meu grupo que fez a coisa certa. Eu sei que não sou perfeito, por mais que eu me sinta. Mais eu só queria que me dessem uma chance. Eu não sei por que mais eu gostaria que “esse” grupo me dessem uma chance. E queria agradecer a quem me deu uma chance

Miley e Vanessa fizeram a cara mais desentendidas que podem

- Como assim? – Taylor exigiu
- Nada, esquece – Zac disse rápido, não querendo colocar nenhuma das duas em encrenca – Então? Desculpas aceitas
- Ainda estamos pensando nisso – Robert disse frio
- Qual é gente? – Ash disse, pela primeira vez – Ele ta pedindo desculpas, na frente de todo mundo
- Como se ágüem tivesse escutando – Tay disse, olhando para os lados
- Se esse for o problema – Zac disse colocando as mãos perto da boca e gritando – ESCUTEM!!!

Ash que estava mais próxima dele tapou os ouvidos. Não foi muito necessário ele fazer isso, já que todos já estavam prestando atenção nele

- Ontem meu time fez uma idiotice – Falou ato para que todos pudessem ouvir – Nesse mesmo jardim ele bateram da forma mais covarde. Na frente de todos vocês. E agora eu estou aqui na frente de todo mundo pedindo desculpas em publico. E queria pedir desculpa a todos a quem eu já fiz mal. De verdade, desculpa.
- Quem é esse cara? – Tay sussurrou no ouvido do Taylor – Por que não é o Zac que eu conheço

A escola inteira o encarava, sem entender

- O que você ta fazendo? – Chace perguntou furioso, vindo em direção do amigo, com praticamente todos do time atrás



O que será que vai acontecer? Desculpa mesmo pela demora...bjôs comentem Gaby




6 comentários:

  1. Taááá muito lindo amei Gaby..Tá arrasando como sempre..Beijos Carolline(Line)

    ResponderExcluir
  2. Anônimo14:24:00

    Ta bem legal!!!bem que o zac podia se declarar logo pra van,hein?Serio ta d+!!!!bjs Posta logo!!!

    ResponderExcluir
  3. Anônimo15:57:00

    muito boom! To amando saber que não sou a única pessoa no mundo que ainda ama zanessa!!

    bjs,

    *¨*Lelê*¨*

    ResponderExcluir
  4. ooown amr /*-*/ eu te emociono ? ooooh *-* choreilitrsodeemoçãoagora ...


    mais falaê ... que capítulo tudodebomemaisumpouco hein ?

    amei de coração amigaaaa ♥

    seério , tou doida pra ver o zac 'bonzinho' , porque o zac 'malzinho' tava me dando nojo .
    a lindsay , apesar de ser chata , tem coração !" meu DEUS ! fiquei chocada em saber disso ... kkkk

    mais agora , falando séríssimo ... parabéns mesmo pelo caítulo e muito sucesso aê pro seu blog amor ...

    bjinhos

    manda ♥

    ResponderExcluir
  5. Anônimo17:08:00

    Posta logo!!!!Ta bem legal

    ResponderExcluir